.


Image and video hosting by TinyPic

Image and video hosting by TinyPic

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Capim Grosso: Populares colocam fogo em guarita da GM após morte do jovem




Nesta noite de terça-feira, 03 de janeiro de 2017, por volta das 18h40, populares atearam fogo em uma guarita da Guarda Municipal, próximo ao Supermercado Doce Mel na cidade de Capim Grosso. 
As informações inciais são que a ação é um protesto pela morte do adolescente Edivan Lima Silva, 14 anos, fato registro nas primeiras horas da madrugada de domingo, 01 de Janeiro, na UPA 24h, no Bairro Novo Oeste, em Capim Grosso.

A Polícia Militar e Guarda Municipal estiveram no local, ninguém foi preso.

Entenda o caso: 

O radialista Arnaldo do site Repórter Bahia, esteve com o delegado de Polícia de Capim Grosso, Dr. Humberto Marino, informou que Polícia Civil foi acionada através da Guarda Municipal, no domingo, 01 de Janeiro, por volta das 23h50, aonde um adolescente estaria se comportando indevidamente na Praça da Prefeitura, a ponto de agredir a senhora Maria Creuza dos Santos, moradora da Rua Novolândia, Bairro Novo Oeste. E teria sido agredida com soco na cabeça, quando a Guarda Municipal, conduziu o garoto e a senhora para UPA24hs, já na frente à unidade de saúde, o garoto teria começado a vomitar, sendo atendido pelo médico plantonista Dr. Alan, vindo a óbito logo em seguida. 

As informações passadas pelo Dr. Humberto são que o jovem, Edivan de Lima Silva teria várias passagens na delegacia por brigas, perturbação do sossego público, mas mesmo sabendo do seu comportamento, a Polícia Civil não vai medir esforços para desvendar os fatos e penalizar de acordo com a lei aqueles que porventura tiver contribuído para a morte do adolescente.

Diário da Chapada

Nenhum comentário:

Postar um comentário