.


Image and video hosting by TinyPic

Image and video hosting by TinyPic

sábado, 17 de junho de 2017

Vítima de suposto envenenamento em Saúde não resiste e morre em hospital de Campo Formoso


17/06/17- Segundo informações levantadas por nossa redação, um dos membros da família  vítima do envenenamento ocorrido esta semana  na cidade de Saúde morreu durante a noite de sexta, 16, no Hospital São Francisco em Campo Formoso. Segundo relatos policiais, o caso ocorreu na quinta feira-passada. Celson Silva Santos tinha 30 anos e foi supostamente envenenado juntamente com a esposa e o casal de filhos adolescentes, de 16 e 14 anos.  A acusada, identificada até o momento como Rosa, foi ouvida na delegacia da cidade e liberada em seguida. Ela nega as acusações.



Rosa teria dito   durante a oitiva, que foi em sua roça pela manhã e deu carona a Celson e sua família que estavam  indo a um Balneário da cidade. Ela teria combinado que os pegariam na volta. No trajeto de retorno Rosa ofereceu um doce que disse que estava na geladeira da sede de sua propriedade rural. A mulher e as duas crianças de Celson consumiram um pouco do doce e ele teria sido o que comeu uma quantidade maior. Todos teriam começado a passar mal durante a tarde, e  foram socorridos ao hospital Nossa Senhora da Saúde de Saúde. O quadro mais grave foi o de Celson , que foi imediatamente transferido para o Hospital São Francisco em Campo Formoso. Lá ele recebeu atendimento médico e foi entubado, Celson  aguardava regulação para ser transferido para Salvador mas não resistiu e morreu na noite de ontem. A informação do óbito foi confirmada pela unidade de saúde. O corpo de Celson foi encaminhado ao DPT de Juazeiro na manhã deste sábado. A causa morte deverá ser confirmada após a necrópsia, mas segundo informes policiais o médico de Saúde teria emitido um laudo confirmando envenenamento por chumbinho no momento da transferência da vítima para Campo Formoso. Ainda segundo a polícia, a acusada foi liberada pois não havia provas de que o envenenamento se deu devido ao consumo do doce. Ela teria negado veementemente o crime e justificou que não tinha motivo para tal, pois era amiga íntima da família. Uma amostra do material foi encaminhado ao DPT de Jacobina para análise, material este que foi reencaminhado para Salvador. O resultado não tem data para ser divulgado. O estado de saúde do restante da família é desconhecido, mas segundo informações extraoficiais, eles não correm risco de morte.

Emerson Rocha / Bahia Acontece

3 comentários:

  1. Ele tinha 47 anos e Era Celson Alves dos Santos

    ResponderExcluir
  2. Valleu. As informações foram passadas por um policial, deve ter se equivocado.

    ResponderExcluir
  3. Recebi a notícia e não associe a pessoa pela idade nos fomos vizinhos, quando criança e posteriormente vivemos juntos, espero que os policiais não se equivoquem para descobrir a verdade, que pra qualquer leigo parece crime passional

    ResponderExcluir