.


Image and video hosting by TinyPic

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Eduardo Costa explica áudio em que pede casa e seguranças a prefeitura


Eduardo Costa decidiu se pronunciar em seu perfil no Instagram nesta terça-feira sobre um áudio divulgado pelo colunista Leo Dias, no programa Fofocalizando, do SBT, na semana passada. No áudio, o cantor aparenta estar pedindo uma casa à prefeitura de Capitólio (MG). “Saiu um áudio que deve ter uns quatro anos, três anos. É um áudio falando de Capitólio, no interior de Minas Gerais, onde tenho casa, onde sempre fui muito bem recebido pelo povo, uma cidade que amo muito. Esse áudio causou uma repercussão gigantesca porque dá a impressão de que eu estou cobrando propina ou alguma coisa parecida para poder morar na região”, começou o músico.




Em seguida, ele explica que havia sido procurado por uma pessoa que queria contratá-lo para divulgar um loteamento. “Nesse trabalho estariam envolvidas todas as prefeituras, a pessoa veio com esse papo para o meu lado, e eu disse que eu faria em troca de 5 ou 6 milhões de reais ou uma casa nesse valor, pronta. Eu cobro pelo meu trabalho, como qualquer pessoa. Eu sou artista, mas se alguém quiser me contratar para comercial ou outro tipo de coisa eu estou disposto, desde que me paguem. Eu vivo disso. Desde que seja em acordo comigo, eu estou disposto a fazer qualquer tipo de trabalho e esse era o valor que eu cobraria para fazer aquilo naquela região”, disse.

O cantor também explica o pedido de seguranças na sua casa. “O maior problema é que entrou ladrão na minha casa três vezes. Roubaram televisão, bicicleta, videogame, um galão de cachaça. Nadaram na minha piscina, fizeram um tumulto na minha casa um dia inteiro. Por isso que eu pedi para a prefeitura me dar um segurança da Polícia Militar, eu queria que a polícia entrasse lá para poder olhar. A gente ficou com medo de ficar lá durante a noite, porque minha filha está lá, minha família está lá. O medo da gente não é de fã, é de vagabundo mesmo”, disse.

Ele afirma que ficou chateado com os comentários sobre seu caráter após a divulgação do áudio. “Eu sou um cara idôneo, trabalho desde os meus 12 anos. Eu nunca precisei de dinheiro público e nunca vou precisar. Eu sou um cara honesto, trabalhador.”

No áudio divulgado, Costa afirma que nunca recebeu “ajuda” da prefeitura. “A prefeitura nunca me auxiliou, prefeito nenhum nunca chegou e falou: ‘Olha, Eduardo, vamos arrumar uma casa top para você, vamos arrumar um preço mais bacana para você'”, diz. “Eu preciso que as pessoas me auxiliem e eu tenho o maior prazer de ajudar a região de Furnas, de Escarpas [do Lago], mas eu preciso que essas pessoas me auxiliem. Se esse povo se unisse e dissesse: ‘Vamos comprar uma casa para o Eduardo aqui, vamos dar um negócio top aqui’, eles poderiam se juntar para me ajudar, mas ninguém quer fazer.”

msn

Nenhum comentário:

Postar um comentário