.


Image and video hosting by TinyPic

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Emissora de rádio é destruída por incêndio supostamente criminoso em Central/BA, na região de Irecê

O alarme da emissora de rádio foi desligado, antes de ocorrer o incêndio (Foto: Central Notícia)


Um incêndio destruiu parte dos equipamentos de uma emissora de rádio comunitária da cidade de Central/BA, na região de Irecê.

Segundo o delegado Heloísio Sandro Lacerda, titular da delegacia de Central, o fogo iniciou por volta de 01h da madrugada desta quarta-feira (09).  A perícia foi acionada e já está no local.

Ao Central Notícia, Hyago Jardel, ex-diretor da emissora, disse que acredita que o incêndio foi criminoso. Segundo ele, os possíveis autores tiveram acesso ao interior da rádio pelos fundos, onde desligaram o alarme, cortaram a cerca elétrica, e  arrombaram a porta. Ainda conforme Jardel, móveis da recepção, portas de vidro, computadores, ar condicionados e outros objetos foram destruídos pelas chamas. O fogo foi contido com a ajuda de populares e de um carro pipa.




O delegado Lacerda informou à reportagem que as investigações já se iniciaram, e no momento é prematuro afirmar se acontecido foi criminoso ou acidental.

O fato aconteceu na madrugada desta quarta-feira, dia 09 de agosto (Foto: Central Notícia)

A rádio Central FM funciona desde 2007 e pertence ao prefeito da cidade, Uilson Monteiro. O Central Notícia questionou o delegado se o fato pode estar relacionado com a política local, mas Lacerda respondeu que só após o resultado da perícia poderá aprofundar mais nas investigações.

Há rumores na cidade de que o fato pode ter ligação com a não realização dos festejos de emancipação política de Central, que no próximo dia 12 de agosto estará comemorando 59 anos. A festa tradicional não será realizada este ano. Populares acreditam que o fato é uma retaliação ao prefeito. Além de destruir a rádio, os supostos criminosos ainda tiveram a ousadia de escrever em uma das paredes da emissora, palavrões com o gestor do município.

A rádio funciona somente com uma programação leve e não há um jornalismo contundente, o que talvez descarta a possibilidade de crime envolvendo oposições políticas.

Os possíveis autores ainda escreveram palavras ofensivas ao prefeito, em uma das paredes do imóvel onde funciona a rádio (Foto: Central Notícia)

A reportagem também falou com prefeito Uilson Monteiro. ‘ O estranho é que não furtaram nada, mas estouraram o cofre pensando que tinha dinheiro’. ‘Acredito que a Polícia Civil vai investigar e conseguir desvendar esse crime’, ressaltou. De acordo com Monteiro, o estúdio e transmissor da estação ficaram intactos.

Central Notícia

Nenhum comentário:

Postar um comentário