.


Image and video hosting by TinyPic

terça-feira, 8 de agosto de 2017

ES: Pastor é morto a facadas por jovem que ajudava a se livrar das drogas


Pastor Ericsson Roza Soares foi assassinado dentro do apartamento em que morava, na Praia da Costa, Vila Velha

O pastor Ericsson Roza Soares, de 36 anos, foi assassinado a facadas dentro do apartamento em que morava, na Praia da Costa, Vila Velha, na madrugada desta segunda-feira (7). Horas após o crime, um ajudante de pedreiro de 21 anos procurou a polícia e se entregou. A vítima era bispo da Primeira Igreja Quadrangular de Vitória.

Segundo familiares, Welington Mates de Amorim, 21, era amigo da família do pastor desde a infância. Morador de Iúna, região Sul do Estado, ele cresceu ao lado do sobrinho de Ericsson, com quem o pastor morava.

“Há cerca de cinco anos nossa família tenta ajudá-lo com as drogas. Há três meses ele chegou a morar na minha casa por uns dez dias. Como vi que ele não queria ajuda e estava acomodado, dei um prazo para ele arrumar outro lugar. Depois, meu irmão começou a ajudar”, lembrou um irmão de Ericsson, que preferiu não se identificar.


PASTOR AJUDAVA O ASSASSINO A SE LIVRAR DAS DROGAS




A noiva do pastor, que pediu para não ser identificada, informou à reportagem que Ericsson morava no apartamento da Praia da Costa há 10 meses com um sobrinho. Inclusive, segundo ela, foi o próprio sobrinho que encontrou o corpo. A noiva afirmou ainda que o ajudante de pedreiro era amigo da família há cinco anos e que era dependente químico. O pastor, segundo ela, ajudava o pedreiro pagando o aluguel dele, em São Torquato, Vila Velha, e o tratamento para que se livrasse das drogas.

“Na noite de domingo, estivemos todos juntos na igreja, inclusive o Welington. Foi um culto lindo. Depois, cada um foi para sua casa. Falei com o meu noivo por volta de 1 hora. Ele dizia que estava bem, indo dormir”, contou.

Em depoimento ao delegado Agis Macedo, na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o assassino teria dito que mantinha uma relação homoafetiva com o pastor e que o teria matado durante uma briga. A versão do criminoso, no entanto, foi desmentida pela família do religioso.

“Ele conta que após beber, foi para o apartamento da vítima, pois ele tinha a chave, e os dois iniciaram uma discussão. Por volta das 4 horas, ele conta que os dois entraram em luta corporal, o acusado pegou uma faca e matou o Ericsson”, contou o delegado.

A família da vítima afirma que a versão de Welington para o crime é absurda e montada para desqualificar a vítima. "Essa história é ridícula. Não existe a menor possibilidade. Ele estava drogado, cometeu o crime drogado”, desabafou a noiva.


Investigadores da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa estiveram no apartamento, localizado no nono andar do prédio e encontraram o corpo do pastor na suíte da unidade. O instrumento utilizado no crime foi uma faca de cozinha, deixada pelo assassino em cima da mesa. A polícia acredita que houve luta corporal, já que a casa estava revirada com objetos quebrados.

Após o crime, o acusado saiu do apartamento e ficou vagando pelas ruas. Por volta das 12 horas, ele parou uma viatura da Polícia Militar em Itaparica, Vila Velha, e se entregou.

Paralelo a isso, às 13 horas, o sobrinho da vítima chegou ao apartamento e achou o corpo do tio. Welington foi levado à DHPP e, até a publicação desta matéria, não havia sido autuado.

DESPEDIDA NAS REDES SOCIAIS

A última postagem do religioso foi feita na madrugada desta segunda-feira (7). Nela, o bispo comemorava mais um dia de culto com "casa cheia". "Que bom que vc foi feliz com este culto! Até a eternidade!", comentou uma mulher. "Amigo vc deixou um legado", disse outra.

O corpo de Ericsson será velado na 1ª Igreja Quadrangular de Vitória, na Capital, a partir de 7 horas desta terça-feira (8). Ele será enterrado em Ibiraçu, região Norte do Estado, cidade onde nasceu.


Foto: Facebook
'ESTAVA NO AUGE DO MINISTÉRIO'

O presidente da Associação de Pastores Evangélicos da Grande Vitória, pastor Enoque de Castro Pereira, lamentou a morte do bispo Ericsson. "Por ser novo, ele tinha uma articulação muito boa no meio dos jovens. É uma pena, ele estava no auge do seu ministério", contou.

O pastor descreveu a vítima como uma pessoa dinâmica, muito alegre e sempre disposta a ajudar o próximo. "Ele gostava muito de ajudar as pessoas. Queria acolher pessoas em situações de risco", afirmou.

FIÉIS FALAM SOBRE PASTOR ASSASSINADO

Alegre e brincalhão. Essas são as características que definem o pastor Ericsson Rosa Soares, segundo as membras da 1ª Igreja Quadrangular de Vitória, Elza Conceição, 59 anos, e Neuza Jorge, 51. “Ele era muito alegre, sempre brincalhão, sorridente. Era uma pessoa maravilhosa. Ele era bonito e jovem. Não estamos acreditando que isso aconteceu. No primeiro instante achávamos que ele só estava machucado, mas depois ficamos sabendo que ele morreu”, lamentou Neuza, que é diretora da escola bíblica.

Neuza comentou que na manhã deste domingo (6), na escola dominical, Ericsson estava com o sorriso aberto e feliz por ter tantos jovens participando do estudo. Segundo ela, a vida dele era ajudar os fiéis.

Já Elza contou, emocionada, que de noite, quando acabou o culto, também neste domingo (6), o pastor deu um abraço apertado nela e ainda a agradeceu. “Ele me agradeceu e eu nem sabia o porquê dele estar me agradecendo. No sábado tivemos um culto em Colina de Laranjeiras, na Serra, fizemos vários cartazes falando que nós amamos ele. Ele fez uma pregação tão bonita. É uma benção o ouvir cantar”.

Há cinco anos como pastor titular da igreja, Ericsson atuava também como coordenador geral dos pastores. No total, são 13 pastores aspirantes da 1ª Igreja Quadrangular de Vitória que auxiliam o trabalho dele.

NAMORADA EMITE NOTA SOBRE MORTE DE PASTOR

É com pesar e profunda tristeza que informamos o falecimento do nosso amado Pr. Ericsson Roza Soares.

Foi encontrado morto em seu apartamento na manhã desta segunda feira, dia 07 de agosto, por volta das 13:00Hrs. Segundo a polícia civil, teria sido assassinado a facadas, por um amigo nosso, que constantemente, há muitos anos lutávamos junto a ele contra os vícios das drogas, dando-lhe comida e ajudando no seu sustento. Este mesmo, após o crime, confessou.

Como namorada venho formalizar a notícia para toda a igreja, familiares e amigos. Qualquer informação diferente desta é falsa e desrespeitosa para com a nossa dor. Fica pra nós a lembrança de um Homem de Deus, sempre com um sorriso no rosto, digno, bom, amável, e que até seu último momento de vida ganhou almas para JESUS, cumprindo seu chamado.

GAZETA ONLINE

Nenhum comentário:

Postar um comentário