.


Image and video hosting by TinyPic

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Testes rápidos para detectar Zika serão destaque em evento

Testes rápidos para detectar Zika serão destaque em evento
Os testes rápidos desenvolvidos, no ano passado, pelos pesquisadores do laboratório público do estado (Bahiafarma) para as três arboviroses – chikungunya, dengue e zika – serão um dos destaques da 1ª Feira de Soluções em Saúde, que ocorrerá entre 8 e 10 deste mês, no Senai Cimatec (Av. Orlando Gomes, Piatã).  A feira acontece em paralelo ao Seminário Internacional do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), resultado de uma parceria entre a entidade global, o governo do estado, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Unicef e Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb).  Sob expectativa de atrair cerca de 800 pessoas por dia, a ideia é reunir produtos, serviços, estudos, pesquisadores, investidores e representantes da sociedade civil dedicados ao combate, prevenção, diagnóstico e tratamento do trio de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti.  Desde o início deste ano, quando o Ministério da Saúde passou a distribuir os testes sorológicos, mais de seis milhões de dispositivos já foram disponibilizados para estados de todo o Brasil, segundo informações da assessoria de comunicação da Bahiafarma.


Ocorrências
A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) registrou, na Bahia, 37.027 casos suspeitos de chikungunya, 7.685 casos prováveis de dengue – que correspondem aos casos notificados, excluídos os descartados, e 1.754 casos suspeitos de zika até o último dia 4 de julho.  Os dados fornecidos pela Sesab equivalem à semana epidemiológica 27, que, até 12 de julho do ano passado, computaram 59.875 casos prováveis de dengue, 51.267 casos suspeitos de zika e 39.835 casos suspeitos de chikungunya.  De acordo com a Sesab, este ano, o coeficiente de incidência da chikungunya foi de 243,5 casas para cada grupo de 100 mil habitantes no estado, enquanto a média de dengue foi de 50,5 casos para cada grupo de 100 mil, e a de zika, de 11,54 casos a cada 100 mil pessoas.  Dos 417 municípios na Bahia, 243 (58,3%) notificaram casos suspeitos de dengue à Sesab. Desses, a região do extremo sul concentra 46,7% dos casos prováveis (1.151). Em meio ao total de casos notificados, 54,8% ocorreram em pessoas do sexo feminino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário