.


Image and video hosting by TinyPic

Image and video hosting by TinyPic

sábado, 1 de abril de 2017

Remédios passam a ficar mais caros a partir deste sábado





Antes fosse, mas não é uma pegadinha de 1º de abril. O brasileiro que precisar de remédios e for até as farmácias será prego de surpresa e deve preparar. A partir deste sábado, haverá um reajuste que varia de 1,36% a 4,76%.
O Conselho de Ministros da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed), publicou sexta, (31), no Diário Oficial da União, uma resolução do que autoriza o reajuste anual de preços de medicamentos para 2017. O Cmed é um órgão do governo integrado por representantes de vários ministérios.

Existes três níveis de reajustes máximos permitidos, o primeiro de 4,76%, o segundo de 3.06% e o terceiro de 1,36%. O reajuste causará um impacto significativo no orçamento  dos aposentados. Um dos casos é o do aposentado Luiz Carlos Tramontini, que mora em Londrina, no norte do estado, e gasta em média R$ 900 por mês em remédios. “Eu e minha mãe tomamos uma faixa de 22 remédios por dia. Com a gente é aposentado, sente muito no bolso”, lamentou.
Com o aumento do imposto, Tramontini vai gastar R$ 54 a mais por mês com remédios. Em um ano, isso chega a R$ 648 gastos no aumento. 
Fonte: Ultramaxnews / G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário