.


Image and video hosting by TinyPic

Image and video hosting by TinyPic

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Fundador da Gol é condenado a 16 anos de prisão por homicídio


O empresário Constantino de Oliveira, de 86 anos, conhecido como Nenê Constantino, foi condenado pelo Tribunal do Júri de Taguatinga, no Distrito Federal, a 16 anos e seis meses de prisão. Além disso, ele terá que pagar uma multa de R$ 84 mil.
Ele foi condenado pelo assassinato do líder comunitário Márcio Leonardo de Sousa Brito, de 27 anos, em 12 de outubro de 2001. Fundador da empresa aérea Gol, Constantino teve seu julgamento iniciado em 20 de março. Em 2015, ele foi absolvido da acusação de tentativa de homicídio contra o ex-genro, Eduardo Queiroz Alves.
Além dele, João Alcides Miranda, dono da arma utilizada no crime, também foi condenado e pegou 17 anos de prisão. Victor Bethonico Foresti, acusado de corrupção de testemunha, foi absolvido pelo júri.

AG BRASIL

Crédito: Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário