.


Image and video hosting by TinyPic

Image and video hosting by TinyPic

sábado, 17 de dezembro de 2016

Último programa; Mensagem para Silvio Santos e emoção marcam despedida de Jô Soares


Foto de Emerson Santos.




“Daqui a pouco a gente volta”, disse Jô, no encerramento do talk show. Foram 14.426 entrevistas desde o primeiro programa no SBT, em 1988.

A plateia, formada por famosos e amigos do apresentador, respondia cada homenagem com aplausos. “Quero agradecer particularmente a Silvio Santos, que abriu esta porta para mim. Este programa mudou a minha vida“, disse. Depois, fez um agradecimento às “figuras anônimas, cujas entrevistas modificaram a vida deles e também a minha”.

Ainda no discurso, Jô fez referência a três pessoas a quem deu crédito por sua volta à Globo, em 2000: a então diretora-geral Marluce Dias, que estava presente na plateia, o diretor Erico Magalhães e o diretor de jornalismo na época, Evandro Carlos de Andrade (1931-2001).

O convidado da noite foi Ziraldo. Por um motivo que, segundo Jô, era simples: todo ano, o cartunista e escritor retornava ao programa. Na entrevista, Jô lembrou a reação enfurecida de Boni, então chefe da emissora, quando ele decidiu trocá-la pelo SBT. Boni proibiu a veiculação de comerciais com o apresentador na Globo. Jô, então, respondeu com um artigo no Jornal do Brasil e um discurso na entrega do Troféu Imprensa. Então, os comerciais voltaram a ser exibidos.

No fim do programa, Jô exibiu um trecho de entrevista que fez com Roberto Marinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário