quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Debbie Reynolds, mãe de Carrie Fisher, morre um dia depois da filha


Debbie Reynolds e Carrie Fisher (Foto: Foto AP/Jill Connelly)



A morte da Atriz Carrie Fisher foi emoção demais para sua mãe. A também atriz Debbie Reynolds, morreu na noite desta quarta (28), apenas um dia depois de sua filha. Segundo o site TMZ, o filho dela, Todd, confirmou que a mãe não resistiu após sofrer um Acidente Vascular Cerebral. "Ela está com Carrie", disse.
A atriz tinha 84 anos.
Ainda de acordo com o TMZ, ao ser transportada para o hospital a condição de Debbie foi avaliada como "entre moderada e grave" (o que significa que os sinais vitais estavam instáveis, mas não chegavam a um nível crítico). O site publicou a chamada de emergência, que foi feita da casa o filho de Debbie, Todd Fisher. O áudio do atendente identifica o caso como um AVC. Clique para ouvir.
Um dos filmes que marcou a carreira de Debbie Reynolds como atriz e dançarina foi o musical "Cantando na Chuva", de 1952, com Gene Kelly e Donald O'Connor. Ela também atuou em "Medo e delírio" (1998), 'Será que ele é' (1997), entre outros. A atriz foi indicada ao Oscar de 1965 por "Inconquistável Molly". Em 2016, a Academia concedeu a ela um prêmio humanitário Jean Hersholt. Ela ganhou ainda uma estrela na Calçada da Fama, em 1997.
Na terça-feira, Debbie divulgou um comunicado agradecendo aos fãs pelas homenagens após a morte da filha: "Obrigado a todos que abraçaram os dons e talentos da minha amada e incrível filha. Estou grata por seus pensamentos e orações, que agora estão a guiando para sua próxima parada. Com amor, a mãe de Carrie".
Debbie Reynolds se divorciou do pai de seus filhos, Eddie Fisher, em 1959, quando foi revelado que ele tinha um caso com a também atriz Elizabeth Taylor. Ela se casou mais duas vezes, em 1960 e 1984.

Nenhum comentário:

Postar um comentário