.


Image and video hosting by TinyPic

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Lauro de Freitas: Decreto proíbe uso de arma pessoal pela Guarda Municipal


Lauro: Decreto proíbe uso de arma pessoal pela Guarda Municipal

Um decreto da gestão de Moema Gramacho (PT) está causando polêmica na prefeitura de Lauro de Freitas. Na última sexta-feira (27), um decreto publicado no Diário Oficial do Município (DOM) proibiu o uso de arma pessoal pelos agentes da Guarda Municipal da cidade. Em entrevista ao Bahia Notícias, a prefeita afirma que não está desarmando a Guarda, mas atuando para a proteção dos próprios agentes, já que o decreto diz respeito apenas ao porte de armas particulares. “Nós não desarmamos a guarda municipal. O que nós fizemos, já em uma iniciativa nossa de prevenção para a defesa dos próprios guardas municipais, é que o s guardas municipais que tinham armas pessoais e que estariam utilizando armas pessoais na rua, achamos que apesar de eles estarem fazendo isso para proteger a população, achamos que era um risco para a própria vida deles, e, portanto, a gente pediu para que eles não fizessem isso”, explica. Ela argumenta que a função da GM não pode concorrer com a da polícia. “Nós não estamos tirando as armas da guarda municipal, requalificando e discutindo o papel da guarda tanto em relação à defesa do patrimônio, mas também a defesa da segurança, não competindo com o papel que é da Polícia Militar, que é ela que deve prestar a segurança pública do ponto de vista do policiamento. A nossa guarda pode ajudar, pode colaborar, mas não pode substituir o papel de um PM”, afirma. (BN)

Nenhum comentário:

Postar um comentário