.


Image and video hosting by TinyPic

Image and video hosting by TinyPic

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Diretor do Galícia pede desligamento do clube e dispara: "condição precária"



Após anunciar o seu desligamento do Galícia, o ex-diretor de futebol do clube, Dudu Fontes, explicou os motivos que fizeram deixar a equipe granadeira na disputa do Campeonato Baiano 2017. De acordo com o profissional, as dificuldades técnicas e financeiras do clube foram fundamentais para a tomada de decisão.“Os motivos são muitos. O principal é que montaram um time ruim. Quando cheguei, encontrei 38 jogadores, mandei 20 embora e ainda tinha que mandar mais cinco por conta do nível muito baixo. 

Contratei cinco jogadores, tinha contratado mais quatro na segunda-feira da semana passada (13) esperando que ficassem regularizados para enfrentar o Jacobina (no último domingo, 19). Precisava deles prontos na quinta (16), não deu tempo e isso foi a gota d’agua”, afirmou em entrevista ao Bahia Notícias, na qual também denunciou outras situações adversas vividas pela equipe. “A condição do clube é muito precária. Local para treinamento é muito difícil, condições de pagar a folha de salário também é difícil. 

O Parque Santiago está destruído, o que não é culpa dessa diretoria e sim da anterior. Foram muitas essas dificuldades. Algumas já sabia, outras eu descobri no percurso, mas a gota d’agua mesmo foi o amadorismo em relação a regularização dos atletas. Não que com esses jogadores o time ganhasse do Jacobina, mas fortaleceríamos o plantel. Isso que me fez chegar a decisão de entregar o cargo na sexta-feira à noite (17)”. Com apenas um ponto, o Galícia é o lanterna do Baianão 2017. A equipe azulina volta a campo no dia 2 de março, quando enfrenta o Vitória em Pituaçu. BN

Nenhum comentário:

Postar um comentário