.


segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Manifestantes espalham cruzes no Palácio Anchieta para simbolizar mortes

Mais de 140 pessoas morreram desde o início da paralisação da PM


Representantes de entidades ligadas aos Direitos Humanos e dos servidores públicos realizam um protesto em frente ao Palácio Anchieta, em Vitória, na tarde deste domingo (12). Foram colocadas cruzes na escadaria do palácio para simbolizar as mortes ocorridas durante a paralisação da Polícia Militar. Até este domingo, foram contabilizadas 144 mortes em todo o Estado, de acordo com o sindicato dos policiais civis. 
"Ao fazer isso na porta do Palácio, a gente traz a memória de que a responsabilidade é também do governo", comenta a presidente do Conselho Estadual dos Direitos Humanos, Morgana Boostel ao citar que são 50 cruzes, representando cerca de um terço das mortes até então contabilizadas. 
Ela frisa que em meio a onda de violência, que já dura mais de uma semana no Estado, os que mais sofrem são: jovens, negros e de periferia. "E o triste é que o perfil dessas mortes não é diferente no dia dia", lamenta. 
Morgana acrescenta a preocupação das entidades ligadas aos Direitos Humanos em relação à política de austeridade fiscal adotada pelo governo. "A conta desses ajustes fiscais acabam recaindo sobre os mais pobres, uma vez que somem as políticas públicas", critica.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário