.


Image and video hosting by TinyPic

Image and video hosting by TinyPic

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Barragens das regiões de Jacobina e Senhor do Bonfim estão com níveis preocupantes

Para conter crise hídrica, Embasa vai reduzir oferta de água
 A escassez de chuvas no sertão da Bahia tem causado uma diminuição acentuada nos níveis de água acumulada das barragens que abastecem os municípios das regiões de Jacobina e Senhor do Bonfim. Por causa deste cenário, a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) irá reduzir, até o final deste mês, a oferta de água nos municípios de Jacobina, Caém, Saúde, Antônio Gonçalves, Campo Formoso, Serrolândia, Várzea do Poço, Caldeirão Grande, Ponto Novo, Filadélfia, Itiúba, Jaguarari, Andorinha e Senhor do Bonfim.
 A empresa também iniciará em breve uma campanha de conscientização para o uso racional da água distribuída nestes municípios. O mote da campanha é “Economize água. Cada gota conta” e busca alertar à população sobre a necessidade de consumir menos água para que seja possível garantir a continuidade do abastecimento regular diante dos efeitos da estiagem prolongada que acontece em toda a região.
Barragens
 A Embasa dispõe na região de Jacobina das barragens de Pindobaçu, Cachoeira Grande e Itapicuruzinho, que estão com 40%, 43% e 19%, respectivamente, da capacidade de armazenamento de água. Na região de Senhor do Bonfim, as barragens de Ponto Novo, do Aipim e Prata estão com 30%, 62% e 13%, respectivamente, do volume máximo de acumulação do recurso hídrico.  “Esta disponibilidade hídrica nos preocupa muito. Por isso, pedimos à população que adote hábitos conscientes de consumo da água”, alerta o gerente Regional da Embasa de Senhor do Bonfim, Vinícius Araújo. Em caso de vazamentos na rua, os moradores podem informar à Embasa pelo 0800 0555 195 para que a empresa faça a correção no menor tempo possível, evitando o desperdício.
Dicas para Economia de Água
 Enquanto estiver escovando os dentes, fazendo a barba ou ensaboando as mãos, deixe a torneira fechada. Reabra apenas para enxaguar.
 Ao lavar o carro, em vez de usar mangueira, use balde
 Se possível, substitua vasos sanitários antigos, que consomem mais água, por modelos novos, com a descarga acoplada e dois fluxos (de 3 e 6 litros).
 Na hora de passar o xampu e o sabonete, desligue o chuveiro.
 Feche a torneira enquanto ensaboa a louça e atenção: ao comprar máquina de lavar roupas ou pratos, verifique no manual o consumo de água do produto. 
 Acumule as roupas e lave de uma vez. Se for lavar a mão, não esqueça de fechar a torneira enquanto ensaboa e esfrega a roupa. Depois, jogue a água da lavagem de roupas em um balde e use na limpeza da casa.
 Jamais use água para limpar a calçada e o quintal. Use a vassoura.
 Não lave hortaliças e legumes em água corrente. Use uma bacia.
 Instale arejadores de vazão nas torneiras. O arejador pode reduzir o consumo de água em até 80%. Os modelos mais econômicos funcionam com uma vazão fixa, espalhando a água através de microjatos.
 Na hora de molhar as plantas, use regador em vez de mangueira. Assim você gasta muito menos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário