quinta-feira, 27 de julho de 2017

Após 200 mil perícias, governo cancela 180 mil auxílios-doença, diz ministério


O governo decidiu cancelar 180 mil auxílios-doença e prevê economizar R$ 2,6 bilhões por ano, segundo levantamento do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS). O resultado foi enviado ao G1 e diz respeito aos cancelamentos realizados até 14 de julho.  De acordo com a publicação, o pente-fino do ministério foi focados em beneficiários que há mais de dois anos não passavam por revisão no INSS, o que é obrigatório.  O auxílio-doença está previsto em lei e estabelece o repasse de dinheiro ao segurado do INSS que, por uma doença ou acidente, fica temporariamente incapaz de trabalhar. Para receber os recursos, a pessoa precisa apresentar laudo médico e passar por revisão.
Perícias: O Ministério do Desenvolvimento Social informou que foram pagos em julho 1,3 milhão auxílios-doença e o objetivo é revisar 530,1 mil. Até o último dia 14 de julho, diz o governo, foram feitas 199,9 mil perícias e, segundo o secretário-executivo do MDS, Alberto Beltrame, a meta é concluir o pente-fino até setembro deste ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário