.

BANNER INTERIOR 728X90 01 DINAMICO ANIM

Município de Varzea Nova registra primeira morte por dengue. Bahia alcança 40 óbitos pela doença


Nessa terça feira foi confirmada pela SESAB a primeira morte por dengue no município de Várzea Nova 

Com a confirmação de mais duas mortes em Vitória da Conquista nesta terça-feira (16), sobe para 40 o número de vítimas da dengue na Bahia.

Na região Norte já foram confirmados obitos pela doença nas cidades de Juazeiro (3), Campo Formoso (1), Irecê (1) e agora entra na lista Várzea Nova (1).

Na segunda (15), a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) já havia indicado um aumento de 667% nos casos da doença em 2024. Até o dia 13 de abril, 134.953 casos prováveis foram notificados no estado. No mesmo período de 2023, o registro foi de 17.595 casos.

No atual cenário, a região sudoeste concentra 44% das ocorrências e 65% dos óbitos.

Mas a doença provocada pelo mosquito Aedes Aegypti se manifesta em todo o território. No total, 269 municípios enfrentam a epidemia, dois a mais do que na última atualização da Secretaria de Saúde do estado (Sesab).

Apesar disso, a Sesab ressalta que a Bahia possui taxa de letalidade de 2,9%, menor do que a média nacional.


Veja abaixo a lista de cidade onde ocorreram mortes por conta da dengue:


Vitória da Conquista (9)

Jacaraci (4)

Feira de Santana (3)

Juazeiro (3)

Piripá (3)

Caetité (2)

Santo Antônio de Jesus (2)

Barra do Choça (2)

Caetanos (1)

Campo Formoso (1)

Carinhanha (1)

Coaraci (1)

Encruzilhada (1)

Guanambi (1)

Ibiassucê (1)

Irecê (1)

Palmas de Monte Alto (1)

Santo Estevão (1)

Seabra (1)

Várzea Nova (1).

Epidemia no sudoeste Bahia


A situação mais preocupante é em Vitória da Conquista, analisa a Sesab. A cidade lidera o número de casos prováveis e de mortes.


“Hoje o município tem o triplo de casos de Salvador e quatro vezes mais do que Feira de Santana. São 21.099 casos e 8 mortes confirmadas por dengue, isso sem contar as 2.378 notificações de Chikungunya e 1.123 de Zika”, destacou o subsecretário da saúde do Estado, Paulo Barbosa, em reunião semana do Centro de Operações de Emergência em Saúde (Coes) nesta segunda-feira.


O grupo reúne diversas esferas governamentais, além do Conselho Estadual de Saúde (CES) e Conselho dos Secretários Municipais de Saúde (Cosems-BA).


Chikungunya e zika


Além da dengue, o mosquito aedes aegypti também transmite outras duas arboviroses: zika e chikungunya.


Neste ano, foram registrados dois óbitos por chikungunya nos municípios de Teixeira de Freitas e Ipiaú. Nenhum óbito por zika foi confirmado.


Bahia Acontece, via

Fonte: Amargosa News

Nenhum comentário:

Postar um comentário