.

BANNER INTERIOR 728X90 01 DINAMICO ANIM
Copa das Confederações: Com bom retrospecto, Brasil estreia contra o Japão

Pela primeira vez desde a para lá de longínqua Copa do Mundo de 1950, o Brasil volta a disputar, em casa, um torneio de relevância mundial. Neste sábado, 15, é chegado o dia do tão aguardado jogo de abertura da Copa das Confederações 2013. Às 16h, em Brasília, a Seleção Canarinho encara o Japão.

Assim, tudo conspira a favor. Nesta tarde, o estádio Nacional Mané Garrincha estará lotado por 70 mil torcedores eufóricos pelo momento histórico e empurrando a Seleção.

De quebra, um outro fator vindo dos anais do futebol sugere um dia marcante para os brasileiros. A equipe nacional já teve a oportunidade de fazer outras duas aberturas de Copa das Confederações. E, em ambas, deu show de bola.


Em 1997, o Brasil abriu a Copa das Confederações por ser o adversário da Arábia Saudita, país-sede do evento. Com dois gols de Romário e um de César Sampaio, o time verde e amarelo não deu chance aos donos da casa: 3 a 0.

Já em 1999, coube ao atual campeão fazer a partida de abertura. E o Brasil, que ganhara a taça de 1997, arrasou, no México, a também tradicional Alemanha: 4 a 0. Zé Roberto, Ronaldinho Gaúcho e Alex, duas vezes, marcaram.

Agora, com o fator casa também colaborando, o Brasil tem tudo para manter o retrospecto. A única coisa a ser evitada, claro, é a pressão pelo triunfo.

"A pressão é normal sobre uma equipe que joga com as condições que o Brasil vai jogar. A Seleção é vista normalmente como um dos grandes competidores e candidato ao título. No geral, nós somos pressionados, isso é normal. Em alguns aspectos, isso é diferente, mas a história de ganhar será a mesma", comentou o técnico Luiz Felipe Scolari. Leia matéria completa no 

A Tarde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário